blog2.png

Blog

2023 será o “Ano do Turismo de Retorno”, na Itália

Objetivo do projeto é levar os ítalo-descendentes para férias na Itália, mas também para aquecer os negócios



De olhos nos cerca de 70 milhões de descendentes que vivem no Exterior, 2023 será o “Anno del Turismo di Ritorno. Alla Scoperta delle Origini”, na Itália.


A ideia por trás do projeto – criado pela South Destination Network, uma rede de empresas constituída por operadores turísticos – é relançar a imagem da Itália e promover o país atraindo turistas e investimentos, incentivando as exportações, reuniões de negócios e criando colaborações estáveis ​​entre compatriotas.


O objetivo é criar uma Expo internacional de italianidade. Um grande evento em que cada região e cidade participante, em sinergia com as empresas, poderá expor a sua excelência cultural, produtiva, gastronômica e turística.


“O turismo de raízes representa uma estratégia integrada para a recuperação do setor e é uma alavanca que, através da promoção das tradições regionais, da nossa excelência, das aldeias e zonas de origem da emigração, possibilita a união de compatriotas residentes no Exterior”, diz Valentina Corrado, assessora da pasta do Turismo, da Região do Lazio.


As regiões que já aderiram ao projeto são: Calábria, Molise, Abruzzo, Marche, Campânia e Lazio. Vêneto, a região que mais enviou italianos para o mundo, ainda não aderiu ao programa.


Lançamento no Brasil

Na terça-feira (02), o Circolo fez um evento de lançamento do projeto no Brasil.


O evento “2023 Anno del Turismo di Ritorno. Alla Scoperta delle Origini” (“2023 Ano do Turismo de Retorno. Descobrindo as origens”, em tradução livre), na capital paulista, contará com a presença de Michelangelo Lurgi, presidente do comitê promotor internacional e idealizador do projeto.


Fonte: Italianismo