top of page
blog2.png

Blog

Brasileiros ficam no top 10 em pedidos de cidadania concedida pela União Europeia



A União Europeia (UE) concedeu cidadania a cerca de 25,9 mil brasileiros em 2022, um aumento de 26% em relação ao ano anterior. Com isso, os brasileiros figuram entre as dez nacionalidades do mundo que mais obtiveram cidadania nas nações que integram a região.


De todas as cidadanias solicitadas, 70% foram obtidas na Itália e em Portugal, conforme levantamento do instituto de estatísticas da UE, o Eurostat.


Na lista dos beneficiados, o Brasil aparece em sétimo lugar, em meio a nações cujos cidadãos emigraram por causa de guerras, conflitos internos ou dificuldades econômicas. Além do Brasil, integram o grupo Marrocos, Síria, Albânia, Romênia, Turquia, Ucrânia, Índia, Moldova e Rússia.


Os números do Brasil foram impulsionados, principalmente, pela Itália. Em 2022, o governo italiano concedeu 11,2 mil cidadanias a brasileiros, mais do que o dobro do ano anterior.


Os dados do Eurostat não revelam o modo como as cidadanias são obtidas. O Instituto de Estatísticas Italiano (Istat) identificou, no entanto, que entre as modalidades dos pedidos que tiveram os brasileiros como beneficiados a principal é o direito de sangue (ius sanguinis, em latim, como é chamado). Em 2022, 83% das cidadanias foram reconhecidas seguindo esse critério.


A Itália atingiu o primeiro lugar no ranking da União Europeia em termos de concessão de cidadania a estrangeiros que vivem no país. Foram registrados 213,7 mil novos italianos, número que representa 22% do total da União Europeia, de acordo com o levantamento.


Ao todo, o bloco registrou 989 mil novos cidadãos, alta de 20% ante 2021. Em segundo lugar ficou a Espanha, com 181,8 mil, seguido pela Alemanha, com 166,6 mil.

A legislação da Itália, de 1992, concede a cidadania por sangue sem limite de gerações.


A estimativa é que existam 30 milhões de descendentes no Brasil, como consequência da emigração em massa ocorrida entre 1870 e 1920, quando 1,4 milhão de italianos vieram para o país da América do Sul.


Fonte: InfoMoney


Se você gostou do conteúdo, confira outras notícias em nosso blog! E caso queira conhecer a Itália mais de perto, entre em contato conosco para te ajudarmos a alcançar o sonho da cidadania italiana.


Comments


bottom of page