top of page
blog2.png

Blog

Cidade vai pagar até R$ 160 mil para quem comprar casa e morar na Itália!


Na tentativa de aumentar a população de uma vila, a administração de uma cidade na Itália criou uma proposta interessante para atrair novos moradores: pagar até 30 mil euros (cerca de R$ 160 mil) para quem comprar casas no destino.


A oportunidade é para a belíssima comuna Presicce-Acquarica. Tecnicamente, o lugar é formado por duas cidades (Presicce e Acquarica) ligadas como um município. Para você se localizar, a cidade fica no “salto da bota” da Itália, em um território chamado Salento, na região de Puglia.


Anunciada pela administração local, conforme divulgou a Forbes, a iniciativa é para a cidade não ficar “vazia” com o passar dos anos, como ocorre em outras regiões da Itália.


Como ser pago para morar na Itália?

Os detalhes sobre essa operação financeira ainda não foram divulgados. Entretanto, a Forbes informou que o que se sabe é que a medida é voltada para indivíduos sozinhos ou famílias que queiram transferir a residência oficial para a cidade em Salento.


Na prática, o esquema exige que o comprador invista em uma casa. Com isso, ele receberá um subsídio, como uma bolsa auxílio, do município de Presicce-Acquarica no valor de até 30 mil euros, para cobrir 50% dos custos da casa comprada, segundo informou a Forbes.


De acordo com a revista In Itália, cerca de 30% dos imóveis residenciais da cidade são elegíveis para o esquema que deve atrair compradores.


Por que aumentar a população?

Boa parte da cidade tem arquitetura barroca e já foi considerada uma das vilas mais bonitas da Itália. Atualmente, Presicce-Acquarica conta com cerca de 10 mil habitantes.


Pode até parecer estranho uma cidade assim ter tão poucos habitantes, mas a área rural da Itália, como a de outros países, tem vários municípios que vão ficando menos povoados devido às poucas oportunidades de trabalho por lá.


No passado, o município também investiu em um incentivo para recém-nascidos no valor de mil euros, já que a taxa de natalidade é baixa.


Fonte:Melhores Destinos

コメント


bottom of page